Guardanapos – Como usá-los corretamente.

Olá meninas,

Vocês já ouviram a frase: “toda refeição começa pelos olhos”?, é uma frase bastante comum,  principalmente quando o assunto é a cozinha oriental ,que por si só são verdadeiras  obras de arte.  Mas, além de uma comida bem feita, bem decorada, outros detalhes também colaboram para despertar o desejo de saborear aqueles alimentos. Um destes detalhes são os guardanapos. Eles servem para compor a mesa e a decoração, e  muitas vezes  é o primeiro elemento da refeição com o qual temos contato.

Vamos ver como usar o guardanapo corretamente durante as refeições, e algumas curiosidades de sua  história desde o século 18:

  • Uma das formas corretas e a mais comum,  é colocar  o guardanapo no centro do prato.

IMG_5012

  • A forma tradicional, é colocar do lado esquerdo do prato, principalmente se a louça tem muito valor, pela qualidade da porcelana, ou tem um monograma gravado, ou um desenho, ou se foram pintados a mão etc., o  ideal  é não colocá-lo no centro do prato, melhor deixa-lo da forma tradicional, a esquerda, afinal beleza é para ser admirada.

Mesa-posta-em-verde

  • A maneira correta de se usar o guardanapo é pegá-lo da mesa e, com as duas mãos, desdobrá-lo com um rápido movimento abaixo da superfície da mesa e colocá-lo sobre o colo. O guardanapo deve ficar dobrado ao meio com as beiradas voltadas para o usuário.
  • Uma das exceções dessa  prática pode ocorrer quando por ventura o guardanapo estiver dobrado como um leque da taça de vinho, geralmente é muito comum em restaurantes finos, e será responsabilidade do garçom retirá-lo do copo e colocá-lo no colo do usuário. Muitas vezes, eles fazem isso para apenas para  pessoa que está mais próximo da ponta da mesa,  devido a dificuldade de alcançar os lugares de assento, e geralmente quando são mulheres eles evitam, então  espera-se que  o garçom coloque o guardanapo no colo do convidado para então os demais tomarem a iniciativa de desdobrarem seus respectivos guardanapos.

13456

  • Os anfitriões são os primeiros a desdobrar o guardanapo e colocá-los sobre o colo. Os convidados observam e acompanham o gesto.
  • Quando se deixa a mesa durante a refeição, coloca-se o guardanapo do lado esquerdo do prato,  não é preciso dobra-lo.
  • O propósito do guardanapo é remover eventuais partículas presas aos lábios, enxugar levemente os lábios antes de usar o copo para não deixar nele marcas de gordura ou batom, e proteger  para que partículas de alimento não fiquem em contato com  a roupa.
  • No caso de pratos com molho, ou pratos como lagosta, mexilhões e pratos típicos italianos, que necessitam de uma proteção maior podemos usa-lo  colocando preso na gola  para proteger a roupa ,  em alguns restaurantes típicos os guardanapos já são apresentados com modelos especiais, alguns para se prender no pescoço, outros com pequenas casas que se fixam nos botões da camisa, etc.
  • O guardanapo não deve ser usado para colocar ossos, caroços de azeitona, sementes, etc.
  • Ao terminar a refeição, nunca dobre ou  amasse o guardanapo ( seja ele de  papel ou de tecido), nem coloque sobre o prato, coloque-o do lado direito do prato, ele tem que parecer que foi usado mesmo.

Algumas curiosidades a respeito dos guardanapos:

  • Até o início do século IX, era costume molhar o guardanapo na lavanda para limpar os lábios, queixos e  as pontas dos dedos no final da refeição. Hoje esse costume não é aceito, ressaltando a elegância do uso dos talheres, sem uso dos dedos, e observando-se as porções adequadas a cada garfada, sem sujar lábios ou queixo. Somente algumas companhias de aviação se prendem a esse costume antigo, oferecendo a seus passageiros guardanapos umedecidos e quentes, entregues com uma pinça antes das refeições (em voos internacionais, óbvio).
  • No século XVII, o garfo e o guardanapo já eram parte integrante de um banquete. Dobras artísticas em guardanapos surgiram nessa época barroca (1682), e sua elaboração tornou-se uma arte, criando com ela uma nova profissão. No dia anterior aos banquetes, esse profissional se ocupava dos guardanapos, criando pássaros, peixes, chapéus, pirâmides, etc. As dobras eram feitas em homenagem a cada convidado. Era mais comum fazer dobras especiais para distinguir o anfitrião e os homenageados.
  • Em Versalhes, no século XVII, a arte de dobrar guardanapos alcançou o seu ápice. Não se desmanchavam essas exposições artísticas, que serviam para o dia seguinte enquanto outro guardanapo era oferecido para uso.
  • Durante o século XIX, a arte de dobrar guardanapos foi considerada exagero de ornamentação e começou a desaparecer em nome da higiene, que recomendava que os guardanapos não fossem manuseados e sim esterilizados, servidos com “pinças” (colher e garfo), sem serem tocados pelos garçons ou copeiros.

Uma das coisas que mais gosto em ser blogueira, é que estou sempre aprendendo,  fiquei admirada com a história do guardanapo, para nós que gostamos de receber bem, de compor uma mesa bem posta  ele tem um papel importante, ainda que não seja de tecido, tem que ter uma boa qualidade, pois quando é ruim, machuca a boca, deixa a mesa feia, e dá o tom de desleixo do ambiente. Já um guardanapo bom, enfeita a mesa, evoca uma certa sofisticação e  desperta os sentidos, sem contar que é uma delícia usar um guardanapo macio depois de degustar um prato saboroso, muitos sorrisos não existiriam não fossem a beleza e a sensibilidade de anfitriões que preparam o ambiente da casa, deixando-o um terreno propício para momentos felizes entre amigos.

Muito obrigada pela visita!

Tenham um bom dia!

Verônica

Fonte:

Truberpel  e Augusto Cerimonial

Crédito imagens: 1, 2 e 3 

Luz, na passarela…

Não preciso dizer o quanto eu gosto de guardanapos, mesmo os mais simples dão um charme todo especial a nossa mesa. Hoje escolhi algumas fotos daqui e dali para compartilhar com vocês. São vários tipos de tecidos, lisos, estampados, simples, adamascados,  bordados, não importa, de todo modo são lindos e delicados.

azul22

Imagem65-e1334074818353

anfitriã

coral-e1363117853789

069-533x800

guardanapo linho azul e beige

casinha 067

Imagem103-1024x683

Estou preparando os meus para o natal. assim que estiverem prontos, mostro para vocês

Um bom final de dia de verão!

Verônica

Modelinhos de porta guardanapos

Se tem uma coisa que me dá muito prazer , é  produzir  meus porta guardanapos,  claro que não uso todos os dias, mas, sempre que consigo  chegar mais cedo em casa,  e sobra um tempinho para arrumar uma mesa bonita para nossas refeições,  faço questão de usa-los! Já no dia a dia,  usamos um jogo americano básico e guardanapo de papel, ainda assim, não deixo de colocar um vasinho na mesa, mesmo que seja  uma florzinha artificial

Essa semana uma moça muito querida acessou o blog  e me  mandou um e-mail super fofo,  me pediu algumas dicas , ela vai se casar ano que vem, e quer fazer porta guardanapos personalizados  para  o jantar que irá servir ,  no fim do e-mail deixou um: P.S pedindo para eu postar  fotos dos meus.

Isso é um vicio, a gente vai vendo modelos diversos, em revistas,  nos sites, e dá vontade de ter todos,  acredite!

Gostei da sugestão dela ! Vamos ver se vocês irão gostar dos meus mimos!

IMG_20131013_140716

Este,   feito com suculenta  é um dos meus xodós, a ideia não  foi minha! Vi em um blog e adorei, ficou super diferente! Comprei as suculentas  na 25 de março,  em geral elas são  bem carinhas, tem que pesquisar muito para achar precinho bom!

DSC02601

Ahh as pérolas!  Tenho vários modelos, só não gosto muito de usar aquelas pérolas coloridas, acho que pérola tem que  ser dessa cor, mas já vi uns modelinhos bem charmosos por ai.

DSC02534

IMG_20131013_140927

Imagem103-1024x683

prato2-copy

IMG_20131013_141139

Este fiz para o natal, simples e lindinho. Olha só o detalhe do sino. O anjo eu montei para colocar em uma guirlanda, logo posto aqui!

Por hoje somente estes, não  tenho arquivo de fotos de  todos, estou me preparando para fazer alguns modelos especiais para o natal,  aos poucos irei postando.

Ahhh !  vou escolher um modelo bem bacana e em breve irei fazer um post com o DIY ( Do It Yourself))  para vocês acompanharem o passo a passo.

Espero que tenham gostado!

Bom fim de semana!

Verônica